Eleições presidenciais na Argentina: o peronismo vence como resultado da rejeição de Milei e haverá um segundo turno

Para organizar as lutas que, mais cedo do que tarde, a classe trabalhadora travará, precisamos de uma esquerda que esteja unida não apenas eleitoralmente, mas fundamentalmente nas lutas diárias da classe trabalhadora.  Nesse caminho, precisamos de construir uma Alternativa Socialista na Argentina, porque o próximo presidente aprofundará o modelo capitalista com o qual poucos ganham, os empresários que se estão a tornar mais milionários a cada dia, enquanto os trabalhadores estão mais pobres.
Read more